Apresentação

22196090_2144775338882062_4955577819115540110_n

Para  me conhecer melhor, você pode acessar meus endereços nas mídias sociais:

https://blogdoprofessorpeixoto.blogspot.com/

https://www.facebook.com/marcos.peixotomellogoncalves?ref=br_rs, 

https://www.linkedin.com/in/marcos-peixoto-mello-gon%C3%A7alves-a6281117/, 

https://twitter.com/profpeixoto, 

https://www.youtube.com/watch?v=cpTgHNJln7w&list=PLS47lJB-FqsU9qaQ1Sf6GrGU9Uc3ZTf42. 

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4238659P6 (currículo lattes). 

https://www.instagram.com/professormarcospeixoto/

Além disso, seria interessante conhecer o projeto de lei de iniciativa popular, que elaborei, sobre o recall de parlamentares corruptos. Você pode dar sua contribuição assinando o projeto, que está disponível nesse link:

https://www.mudamos.org/temas/construindo-casas-legislativas-melhores/plugins/peticao 

Vivemos novos tempos em que está em curso uma verdadeira revolução na história da humanidade, a revolução digital. Isso nos permite uma inédita participação cidadã nas decisões importantes através da internet. Elaborei uma reflexão sobre esse tema, que está disponível no livro Internetismo, publicado  em português e inglês. Se você se interessou, pode ler o livro gratuitamente na página do facebook:

https://www.facebook.com/internetismbook/

Há 30 anos leciono Direito. Iniciei na Universidade Mackenzie e lecionei também na FMU, Facamp e, agora, na UniDrummond. Nesse período, tive uma intensa convivência com mais de 20 mil alunos, a maioria jovens.

Antes disso, participei ativamente da política de várias formas. No final dos anos 1980, fui assessor jurídico do Movimento dos Inquilinos Intranquilos e da Confederação das Associações dos Moradores de Favelas de São Paulo, elaborando propostas para promover a habitação popular. Já lecionando, redigimos, meus alunos da FMU e eu, o primeiro projeto de lei de iniciativa popular, em 1990, para fixar um teto à remuneração dos parlamentares federais, o que me tornou malvisto na classe política.

Hoje, percebo que a maioria dos jovens está decepcionada com a política e não vê sentido nela. Isso me levou a pensar em modos de valorizar essa atividade e o exercício da cidadania, tão necessários ao nosso país. Concluí, então: a atividade legislativa exercida com ética e seriedade pode ajudar a todos. Por isso, resolvi concorrer a um mandato de deputado estadual.

Estou à disposição dos meus alunos e de todos os que buscam contribuir para o bem da coletividade. Vamos discutir ideias e propostas.